Cores do papel Favini Burano

Comic (Idea) Book
Riso Grey sobre papel Favini Burano 02 Camoscio e 51 Giallo Zolfo de 140g.

As cores do papel Favini Burano são as seguintes e temos habitualmente em 140g. As cores Pantone são meramente indicativas.

Pastello

Código Italiano Pantone U Cor
01 Bianco
02 Camoscio 7499
03 Celeste 7457
04 Pistachio 7485
05 Salmone 489
06 Lilla 524
07 Giallo 600
08 Azzurro 2975
09 Verde 344
10 Rosa 698
11 Oro 121
12 Grigio 7534
14 Grigio Pietra 489

Forti

Código Italiano Pantone U Cor
49 Viola 2655
50 Rosa Shocking 239
51 Giallo Zolfo 108
52 Giallo Oro 116
53 Giallo Solare 113
54 Verde Prato 382
55 Azzurro Reale 312
56 Arancio Tropico 158
58 Ciclamino Astrale 225
60 Verde Bandiera 347
61 Rosso Scarlatto 179
69 Rosso Indiano 1807

Scurissimi

Código Italiano Pantone U Cor
62 Blu Prussia 2935
66 Blu Cobalto
71 Verde Inglese 336
72 Grigio Grafite Black 7
73 Marrone
74 Viola Imperiale 2685
75 Tabacco 4625
76 Bordeaux 7421
77 Arancio Bruciato 1595
63 Nero Notte Black

Em ficheiros independentes

Yara Yellow
Ficheiro yara1-yellow.tiff, a separação do amarelo.
Ficheiro yara1-red.tiff, a separação do vermelho.
Ficheiro yara1-red.tiff, a separação do vermelho.

Uma forma de imprimir em risografia é separar as cores em ficheiros independentes. A cada cor corresponde o seu respectivo ficheiro. Para evitar mal entendidos, devem ser atribuídos nomes relevantes como por exemplo yara1-yellow.tiff, yara1-red.tiff. Junto deve ser enviado um terceiro ficheiro em baixa resolução com o aspecto final do trabalho.
O exemplo é da autoria de Yara Kono. A Yara edita habitualmente no Planeta Tangerina e devem ir lá verificar os seus livros.

Yara Composite
Ficheiro yara1-composite.jpg, serve para saber como é na realidade a ilustração.

Converter imagens para bitmap

Cassete Black Taiga
Ficheiro em grayscale, 300ppi. Impressão em 600dpi.

Quando se tem de determinar o tipo de ficheiro a utilizar na Risografia, analisa-se a imagem a imprimir. Se for uma imagem à base de meios tons, o ideal é tê-la em greyscale com 200ppi (é suficiente); se for uma imagem com muito poucos meios tons, o ideal é convertê-la para bitmap e controlar no Photoshop o tipo de trama a imprimir, em vez de deixar ao critério da Riso, muito mais imprevisível. No exemplo seguinte, a imagem foi convertida para 600ppi com diffusion dither.

Cassete Black Taiga
Ficheiro bitmap, 600ppi. Impressão em 600dpi.
Conversão para bitmap
Neste caso, escolhemos 600ppi porque essa é a resolução máxima da Riso MZ1070.
Greyscale
Greyscale. Reparem que no ecrã é o que parece comparativamente melhor, mas para este tipo de imagem seria a pior opção para imprimir.

Se for uma imagem sem praticamente nenhum meio tom, ou seja preto (uma cor) puro e branco puro, utiliza-se o 50% Threshold — independentemente de no ecrã ficar com um aspecto mal definido e às escadas é o que se pretende na impressão, não o aspecto suave sem qualquer definição que se vê por todo o lado. A escolha da resolução prende-se com o máximo da máquina, se fosse para imprimir noutra técnica seria o máximo também, até aos 2540ppi do offset.
Seguidamente podem ver os resultados de converter uma imagem em greyscale para bitmap (clicar nas imagens para aumentar).

Pattern dither
Bitmap pattern dither.
Diffusion dither
Bitmap diffusion dither.
50% Threshold
Bitmap 50% Threshold.
Halftone screen
Bitmap halftone screen.

O halftone screen tem várias opções para formato do ponto (round, diamond, ellipse, line, square e cross) que acabam por depender do resultado pretendido e do gosto pessoal. Cada um tem de experimentar e ver.
Já o número de linhas (frequency) em termos de máximo depende totalmente do meio, no caso da Risografia seriam umas 90 linhas. O mínimo uma vez mais, depende resultado pretendido e do gosto pessoal, quanto menos linhas mais “low-fi” e menos definida fica a imagem. Com muito poucas linhas acaba por ser uma abstracção (com bolas enormes se for escolhido o formato round).

O exemplo aqui apresentado é da cassete Black Taiga/Melanie is Demented editada pela MMMNNNRRRG.

A recuperação da fonte Doves

A história desta fonte é fascinante (Typespec)… Devido a uma disputa entre T. J. Cobden-Sanderson e Emery Walker, acabou enterrada no lodo do Tamisa em 1913, até que o designer Robert Green resolveu que iria tentar encontrar alguns dos tipos originais. Um dia durante a maré baixa, Green encontrou imediatamente três letras. Posteriormente mergulhadores profissionais recuperaram um total de 150 caracteres em estado razoável. Por fim, foi realizada uma nova versão digital (já existiam várias) que pode ser adquirida na Typespec.

Cassete Black Taiga/Melanie

Cassete Black Taiga
Preparação do ficheiro Black Taiga/Melanie em layers.
Cassete Black Taiga
Prova Black Taiga em Teal (Pantone 328U). O tambor vermelho ainda tinha o master de uma ilustração de Yara Kono.

Impressão para a MMMNNNRRRG. Teal e Red sobre papel Renova Printe de 100g.